Caixa de transporte

Este item é o mais importante para nós, pois estamos falando da segurança de seu PET durante a viagem, bem como, durante todo o processo de embarque e desembarque. No mercado, há diversos tipos e marcas de caixas de transporte. Porém, a SYSBRAC somente utiliza determinados modelos considerando as dimensões, a resistência do material, a qualidade das grades e a segurança dos fechos de porta.

Veja o que deve ser levado em conta na hora de adquirir sua caixa:
na grade deveram ser sempre fixados dois potes plásticos para que o seu animal seja hidratado durante a viagem; a caixa deverá:
- Ter dimensões condizentes ao tamanho do animal;
- Permitir que o animal se movimente 360˚ no seu interior;
- Permitir que quando sentado a cabeça do animal fique a 8cm do teto;
- Permitir que deitado o animal possa esticar o corpo, sem bater na grade da caixa;
- Ser de plástico rígido ou material resistente, ter fechos e travas que evitem a abertura acidental;
- Possuir aberturas nos quatro lados para maior ventilação durante o tempo em que seu animal estiver em trânsito.

Caixas com rodas são proibidas;
Material absorvente é imprescindível para a higiene do animal. Contudo, algumas companhias aéreas somente o autorizam dentro da caixa. Guias, coleiras e brinquedos serão fixados sobre a caixa em quantidade restrita;

Como procedimento padrão, a SYSBRAC adota lacrar todas as caixas, evitando sua abertura, tanto pelo animal, como por terceiros;
e a colocação de várias etiquetas de identificação, permitindo assim um contato imediato com o remetente ou destinatário, se necessário.

Para animais de raças consideradas agressivas, ou de comportamento muito agitado, poderemos solicitar caixas de madeira, independente da exigência da companhia aérea. Estas exigências visam a segurança e comodidade do seu pet, de forma a evitar ferimentos e, até mesmo, fugas.
A não observância desta condição importará na recusa do transporte.

Veja abaixo um exemplo correto de uma caixa de transporte:


Este vídeo da Pets On Airplanes traz algumas dicas importantes para que seu animal viaje em segurança http://www.youtube.com/watch?v=bXtlgnFcsxw (preparação da caixa)

Como medir o seu Pet para a compra da caixa

Altura – O animal precisa ficar com as quatro patas em posição ereta, sem abaixar a cabeça
(deve ser 8cm maior que a medida B)

Largura – o animal precisa dar um giro de 360° dentro da caixa
(deve ser, no mínimo, 2x a medida de C) Comprimento – o animal deverá ter espaço para poder ficar deitado sem que as patas toquem a grade
(deve ser, no mínimo, a medida A + metade da medida de B)
A = Comprimento do animal: do focinho até a base da cauda
B = Altura do animal em posição ereta com as quatro patas no chão
C = Largura das costas do animal

Com exceção da Cia. UNITED, que cobra pelo peso bruto (animal + caixa), as demais Companhias Aéreas cobram pelo espaço que a caixa ocupará dentro do porão do avião, o que chamamos de peso cubado.

Caixa de Madeira
Há duas ocasiões em que é exigida o embarque em caixa de madeira:
- A raça é considerada agressiva, ou poderá oferecer algum perigo durante o transporte aéreo são: Rottweiller, Pit Bull, American Staffordshire Terriers, Fila Brasileiro, Cane Corso, Dog Argentino, entre outros.
- As caixas existentes no mercado brasileiro não atendem o tamanho do animal: São Bernardo, Dogue Alemão, entre outros.

A SYSBRAC poderá atender a estas solicitações.